quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Nestes últimos dias ando dando passos lentos. Ando me anulando. Desejo não sair do meu quarto, e não me importo com os minutos que se estende, e inteiramente desprovida de anseio. Não pretendo absolutamente nada. Simplesmente ficar no meu canto.Inteiramente em silencio,sofrendo com meu próprio calar.Ficar no meu universo.É neste universo que abre espaço para o meu pensar. Eu só estou querendo me afastar destes pensamentos que me assustam. E criam em mim a idéia de que o passado é fruto do sofrimento presente.E que o presente é colhido de futuro sofrido. Minhas idéias continuam escuras. E me parece que tudo aquilo que plantei não esta criando frutos.Talvez nem crie.Afinal toda flor nasce em todos corações que plantamos.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Perdoe se falo sem vira-volta, mas é que desisti de esperar, e cobrir sentimentos, decidir estar rodeada de tudo que me faz bem. Quer dizer quase tudo. Mas infelizmente nem tudo é possível.Havia me perdido nestes últimos meses, se quer me conhecia no espelho. E te falo que devo recomeçar a me sentir como as borboletas que saem de dentro de mim. Maria-Flor senti o gosto das flores.

domingo, 26 de dezembro de 2010

Preciso aprender a ser mas subjetiva,já me contaram uma vez cuidado com ilusões perdidas em oceano,Maria flor é feita de sonhos coloridos, bolinhas de sabão.Olha corações depois os cumprimenta.Olhei dentro de vc tantas vezes moço!Via sentimentos tão lindos, uma alma que brilhava no campo das horas.Maria flor acordou agora. Viu que humanos são humanos,e que almas não são vistas neste mundo de louco.

Agora ouso os versos de Vinicius e toquinho,Para perceber é só olhar nos meus olhos.Amadureci por dentro,aprendi que não se deve calar, mas antes eu não tive-se dito nada.Maria Flor tem o habito de ser coração a todo momento. Como pude tanto me enganar com vc.Você e tão externo.Maria flor geralmente só olha o interno. Corações por dentro.É você moço tão preocupado com aparência das coisas.

Assim vou me dedicar ao livro da vida. As idéias perdidas.Sentimentos verdadeiros .afinal nesta linha não haverá nada para mim.

sábado, 25 de dezembro de 2010

Sem pensar o pulso vou vivendo dançando com o ritmo da viva. Penso que nada sei. E que Maria Flor é moça de dias coloridos. Como diria o meu blog favorito:

Não gosto de frases feitas e sem qualquer efeito.Para tanto é preciso inovar ,recrear Minha vida é feita arco-íris de 29 cores, branco e preto.Não esqueço do cinza, da xícara de café e da doçura das palavras ásperas não combina comigo.

Já tinha remendado todos os cacos que sobraram de mim, cheio de pontos e cicatrizes, dentro de um pequeno frasco, cheinho de pedras..Tentei anestesiar os sentimentos circular.Noites insones confusa, eu e o Chico no radio.Houve dia que o sol para mim era chuva, e a Lua para mim era escuridão.Decidi ainda com o coração gelado que tudo de bom deve ser lembrado com felicidade,apesar das desavenças deste destino com este tempo frio aqui dentro. Afinal você é só um menino. Um moço perdido neste mundo de louco.Cheio de sentimentos confusos e indefinido.Mas acho que devo te apagar agora feito o filme Brilho de uma mente brilhante.Sinto o gelo de pedra dentro de mim.Diz que vai passar! Este temporal.Maria Flor vive dias escuros...

Eu dedico as letras atropelada na garganta,todas aquelas que já não digo.Talvez os detalhes tenham se perdido o vazio me cutuca incansavelmente,a ate que minhas mão se separem.Fico olhando a ausência .Sinto o silencio das horas me corroendo e tudo que se plantou morrendo dentro de mim.

Maria Flor vive no mundo real agora.