sábado, 25 de dezembro de 2010

Já tinha remendado todos os cacos que sobraram de mim, cheio de pontos e cicatrizes, dentro de um pequeno frasco, cheinho de pedras..Tentei anestesiar os sentimentos circular.Noites insones confusa, eu e o Chico no radio.Houve dia que o sol para mim era chuva, e a Lua para mim era escuridão.Decidi ainda com o coração gelado que tudo de bom deve ser lembrado com felicidade,apesar das desavenças deste destino com este tempo frio aqui dentro. Afinal você é só um menino. Um moço perdido neste mundo de louco.Cheio de sentimentos confusos e indefinido.Mas acho que devo te apagar agora feito o filme Brilho de uma mente brilhante.Sinto o gelo de pedra dentro de mim.Diz que vai passar! Este temporal.Maria Flor vive dias escuros...

Nenhum comentário:

Postar um comentário