sábado, 5 de fevereiro de 2011

Há de esperar de ser breve, assustada dançarina.Dentilhão de tigre bailando no ar, voando sem direção sem saber onde ir.Delicada moça intensa que aparenta a fragilidade e os receios ingênuos da alegria de menina auto-suficiente, oculta por seus passos delicados na lacuna das paixões . Tem fome de afeto de meiguice o tempo todo.Para Maria flor é indispensável ser presente, segura-lá como carinho. Menina de feita de seda, de cristal tamanha aptidão de transparecer o que sente, e só olhar p/ mim .Esta escrito no meu rosto ñ preciso nem falar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário