terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Eu ando andando em passos giro e volto, interpreto papeis, ando nas nuvens como se
fosse possível recolorir estes dias.. E, sendo assim sendo, digo
toda madrugada que isso não se vá e me esforço para que não se perder. Não consigo saber
se tudo isso tem haver com vagalume que surgiu em mim, ou talvez o passaro azul que vi
no jardim de meu sonho, ou se foi a musica do meu coração que me assustou na luz da lua, mas o é que tudo esta confuso, tão estranho, tão em branco e preto
tão cheio, transbordando, Meu deus !‘entende? dormo
amaçando meu travesseiro e ouvindo toc toc da minha respiração por dentro.
fazendo carinho no rosto.
Estou aqui novamente pensando”. Então o despertador toca,
Maria Flor sente o gosto dos seus cabelos despentiado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário