sexta-feira, 28 de setembro de 2012

quarta-feira, 26 de setembro de 2012


Caminho, meio sem saber, Olhando para cima e para baixo. Abre o braço para um dia colorido, fechei meus braços para dias cinza, Tento andar em passos lentos. Um dia de cada vez! Melhor assim! A vida fica, mas simples. Menos complicada! Olho para o mundo, mas consciente, Quem sabe me deparo com situações menos trágicas. Faço carinho em meu rosto para desenrolar os medos da minha alma. Ouso meu coração, mas tranquilo.  Danço no balanço da música. Afinal tenho que aprender bem rápido — os movimentos giram conforme o universo dita a melodia. Talvez a definição felicidade seja isso: ouvir o ritmo da existência. Não dá para compreender a vida segue de acordo com nossas escolhas, porque o tempo não para. A existência funcionando, girando, junto ao planeta. A infância ainda é um processo de crescimento, o universo não deixa de se transformar e todo momento tem algo nascendo, algo morrendo, pessoa se despedindo, e entrando na vida. A magoa ainda exista. As lembranças permanecem de dias simples. Idealize-se uma forma de vida, menos sofrida. Mas os problemas fazem parte da existência, dificuldade todos passam. Ela serve para o aprendizado de uma essência, mas limpa eu acho. Mas existe dois lados.Maria Flor vive dias de aprendizagem.

domingo, 23 de setembro de 2012

Existia um lindo Beija flor no meu modo de enxergar setembro. Ele permanecia lá, aninhado no Calor do meu corpo. Ele era todo Azul. Pensei em toda trajetória que   existia com as flores junto a ele. Nas cores, No brilho do sol. Como era lindo? Eu só pensava como era simples olhar a beleza das coisas, andei dentro de mim e senti o calor da minha alma. Senti paz. Por Favor? Permaneça por aqui. As arvores floridas exalavam seu perfume por toda parte. Meu coração se manteve em silencio. Me senti tão pequenina quando olhei para o céu.
Lembrei da minha infância como era simples sorrir.Eu ainda tinha pureza naquele momento. Sentia verdade na natureza. Ali não tinha mentiras, nem explicações. Era simplesmente o que é. Cadê aquela sensação de teorias absurdas. Quantas vezes surtei com elas. Sem motivo. Mas agora acha que é verão”. E o céu ainda esta no mesmo lugar. porque estava escuro tanto tempo, talvez o beija flor tinha adormecido das mentiras da minha alma. Voltei a dançar com meus lindos tecidos coloridos. Isso esta me fazendo tão bem. Ate o brilho do meus olhos mudou. Também voltei a estudar, minha segunda  faculdade. Letras. Estou amando. Quem sabe assim supere meus medos de escrever errado minha vida e as palavras. Só sei que o beija flor esta lá novamente. Eu ainda tenho medo, na maioria das vezes Logo o sol irradia toda sua rebeldia e eu terei que me arrastar para mais um dia. Maria Flor senti o gosto de dias diferentes.

sábado, 15 de setembro de 2012


Comecei a pensar em arrumar meus olhos com uma linda maquiagem. Daquelas que deixa meus olhos bem grandes. A boca pintei com batom vermelho ,para que meu lábios ganhe cor.    Lembrei-me daquela canção do Chico.  Que fez meu rosto sorrir.” Feijão Completo. Enfim me senti feliz sabe?. Me senti bonita por dentro e por fora . Ar, . Então comecei a dançar em frente ao espelho., brinquei com meu rosto, de todas as maneiras, resolvi me amar um pouquinho. Posso falar? Foi divertido... Passei um  lápis preto e contornei meu olhos  ficou  mais escuros que o normal, até que me cedi ao dourado iluminador da minha sombra Sei lá, vai ver sempre quis ter um brilhando que destaca-se o calor do sol no meu rosto e levar um pouco de luz para os espaços tristes do meus olhos. Pode me olhar!. Eu vejo meu sorriso mais bonito quando minha alma tem luz, eu vejo meus olhos mais brilhantes  quanto meu coração fica em paz . Parece que sou mais eu, entende? “Morena”? Maria? Flor?

sexta-feira, 7 de setembro de 2012


Ultimamente tenho me sentido uma grande moça  naquele  e não cresceu. Me  sinto como se a vida me leva-se para outra direção. Acho que contornei minha trajetória é me dei conta  que a vida segue. Todos os dramas se tornam romance com o tempo.


Faz parte da história tão intensamente, a gente  olha para a vida e se da conta  de como ela  magica. Sei lá, num dia eu a achava a vida sem cor e no outro acha ela  intrometida. E no outro dia  me sentia em um  filme, ou talvez em uma  festa, e as vezes acho ela secreta . Maria Flor sente afeto daqueles que quer pra vida inteira, daquelas que quero perto. Quero a risada mais gostosa, o temperamento mais autêntico, as cores de Amodolvar, sempre levemente exagerada .

Sinto meu coração mas leve. Estou caminhando com leveza.

Quero mudar meus conceitos. Maria flor senti o gosto de dias diferentes.