quinta-feira, 4 de outubro de 2012


Desculpe, mas hoje minha vontade foi ser a mocinha do livro — na maioria das vezes — escolho um livro com o personagem, mas ausente. Aquele que não diz nada, mas observa e faz tudo em silencio observando. Sorri pelos olhos. Ajuda sem interferir em destinos traçados. Que gosta de fazer os outros felizes, mas do que a si mesmo. E como se a felicidade fosse feita de sorriso inesperado. Acho que nunca gostei de protagonistas. Feliz mesmo fica em contos inesperados. Mas hoje me senti tão frágil. Me deu uma vontade de ser resgatada  por príncipe de cavalo branco.Com lindo céu azul de fundo. Talvez seja meio bobo, ingênuo, mas juro que me deu. Maria Flor senti o coração frágil. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário