terça-feira, 20 de agosto de 2013

Permiti ou não? Transformar ou não ?
Quem sabe assim acabem as decepções. Maria Flor  continua fantasiando as mesmas justificativas. Talvez  por não ter feito diferente. Fechei os olhos para amenizar a dor das mentiras visíveis que não quis  enxergar.  Agora a razão esquece o coração.  O real é sempre invisível perante as paixões cegas. Maria Flor continua lembrando-se das frases simples  e cotidianas de pequenas coisas, que alegram seu pequeno coração. Agora tento não deixar  as lembranças dominar meus pensamento.
Maria Flor continua acreditar em alguma cidade submersa  que exista  sentimentos verdadeiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário