quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Hoje Maria Flor esta com pensamentos de Caio Fernando Abreu:

Palavras não descrevem os olhos, as bocas, os braços e abraços, nem a alegria até então desconhecida, surgida de um (re) encontro. Pra quem, há dias atrás, refletia tanto as obras do acaso, hoje compreende que realmente, o acaso não passa de um simples nada, e acredita em algo bem maior que isso. Que levará à um próximo reencontro, sem sombra de dúvidas. Mas até lá, todas as músicas cantadas estarão na mente, todos os sorrisos que ainda não acreditavam no que estava acontecendo, todos os olhares que transpareciam toda a magia do momento.

terça-feira, 7 de outubro de 2014



Entendo que o universo gire em torno de rumos naturais. Ação e reação a todo o momento.
Mas a maioria das vezes sinto minha determinação se abalar, como se o corpo já conhecesse todo peso da minha existência, de tanto viver a minha história, de tanto subir montes e descobrir lugares inexplicáveis.
 Um andar na estrada, um coração vivenciando coisas tão pequenas que se tornam grande, um lugar escondido que você descobri sem perceber.. Os dias são reescrito a cada manhã. Em cada olhar, em cada gesto.
A ordem natural da vida se emparelha em versos e rimas. O que parecia grande nós faz pequeno basta olhar para o céu. Me sinto tão pequena  tão pequena como uma formiga.
Quero ser caçadora de corações generosos de gente que faz o bem sem perceber que faz.
Maria flor vive dias de Céu em paz...

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Maria Flor esta com pensamentos de Pablo Neruda:


Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.

Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.

sábado, 27 de setembro de 2014

   Como já profere Vinícius de Moraes, quando a luz dos olhos teus e a luz dos olhos meus resolvem se encontrar, ai que bom que isso é, meu Deus, que frio que me dá o encontro desse olhar... Eu tremo. E me desfaso toda ao sentir os teus olhos em mim, pois acho que  meu coração, vira nota musical.
   É impossível resistir a esse olhos que eu insisto  em chamar Poesia de Cordel. E é involuntário ficar avaliando os teus traços, seu rosto com esta barba de moço safado , o teu cabelo cacheado  por detrás do chapéu, os ombros largos, que insto em querer  abraçar, claro, o bendito olho de mar!
   Maravilha-me esse olhar. Por ele vejo o universo de outras cores, através dele sinto outras sensações, experimento outros sentimentos e delicio-me com o que vejo. Teu olhar me é de um prazer espantoso, inigualável e incontestável ao resistir ao seu olhar te analisando, eu sinto as pernas bambearem, o coração a descompassar e um bem estar que não tem tamanho.
   É, acho que estou completamente ferrada!

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Maria Flor esta com pensamentos de Discernimento (Brahma Kumaris):


Discernimento é o poder que ajuda a distinguir a verdade aparente da verdade real, o valor temporário do valor eterno, o superficial do sutil. Ele nos capacita a reconhecer armadilhas de ilusões, por mais docemente decoradas e sedutoras. Com ele conseguimos ver através dos disfarces e agir com segurança e sabedoria. Discernimento é a bússola interna que aponta sempre para o rumo correto”.

“Por que ficamos brincando com as pedras se existem diamantes brilhantes esperando calados por nossa atenção? Com as pedras nos machucamos, com os diamantes nos elevamos. Saber discernir o verdadeiro do falso em um segundo é uma arte. Para praticar essa arte preserve sua casa interior. Aceite tudo aquilo que o faz crescer, mas não deixe entrar o que poderá fazê-lo sofrer”.


domingo, 14 de setembro de 2014

Hoje Maria Flor esta com pensamentos com a doçura de Falas do silencio:
Maria flor  adora ler textos de afetos....

Deixa eu cuidar de você. Me deixa te acordar com beijos, me deixa sorrir vendo teu sorriso e te abraçar mais forte no frio, me deixa andar por aí de mãos dadas contigo, te beijar em publico e sentar no seu colo em alguma reunião de amigos, me deixa correr atrás de ti brincando e te abraçar forte, dormir do seu lado e deitar no seu colo de madrugada pra ver qualquer filme, me deixa te amar qualquer hora, te abraçar sem medo, te ter aqui. Me deixa bagunçar seu cabelo e te encher de beijos quando ficar com raiva de alguma coisa, me deixa segurar sua mão nos momentos difíceis e cantar nossas músicas debaixo do chuveiro te ouvindo cantar da sala, me deixa andar pela casa sem camisa no calor e querer só seu abraço no frio, me deixa dizer sim pra você, deixa bagunçar nossa casa e nossa cama, deixa fazer bagunça na cozinha e ficar te admirando enquanto dorme, me deixa passar a ponta dos dedos por sua pele e te fazer arrepiar, deixar marcas no seu pescoço e te morder, deixa eu te cuidar, cuidar da gente, cuidar do que seremos, me deixa pular em cima de ti e matar a saudade de um dia inteiro sem te ver. Me deixa viver a nossa vida, o nosso amor, nós dois, nossos sonhos, me deixa ser em você. (falasdosilencio)

quinta-feira, 11 de setembro de 2014



Não que não queria que meu coração tenha companhia, um amor pra vida inteira, um sentimento avassaladora. Mas na verdade o que eu mas quero ultimamente é serenidade. Seja só comigo ou a dois. Seja em dias escuros ou dias claros. O melhor sentimento é a paz dentro de si. E sinceramente não vale a pena pensar em amores vazios. Sem levar de você algo que faça seus olhos brilharem por um único sorriso. Por uma sincera atitude. Antes que meu coração bata por algum sentimento eu quero paz dentro de mim. É este sentimento que vem de dentro para fora. Entra no meu ser, pulsa aqui dentro. Eu preciso me sentir leve, sem medo ou dor. Desligada do passado com foco no presente.

Quero um sentimento leve. Que me complete em pequenas atitudes. Que me traga amor. Totalização de sentimentos. Afetos. Meu coração só quer sentimentos verdadeiros. Algum sentimento que seja  plantado sem cobrança mas com clareza.

Maria flor adora olhar para lua em noites quentes...

sábado, 30 de agosto de 2014

Maria Flor esta com pensamento de Caio Fernando de Abreu:

Ele pode estar olhando as suas fotos . Neste exato momento . Porque não ?  Detalhes se perderam . E daí ? Pode ser que ele faça todas as coisas que você faz . Escondida . Sem deixar rastro nem pistas . Talvez ele faça aquela cara de dengoso e sinta saudade. Ou percorra na tentativa de não deixar que você se disperse das lembranças . As boas . Por escolha ou fatalidade, pouco importa, ele pode pensar em você . Todos os dias . E ainda assim preferir o silêncio . Ele pode reler seus bilhetes, procurar o seu cheiro em outros cheiros . Ele pode ouvir as suas músicas, procurar a sua voz em outras vozes . Quem nos faz falta acerta o coração como um vento súbito que entra pela janela aberta . Não há escape . Talvez ele perceba que você faz falta . E diferença . De alguma forma, numa noite fria . Você não sabe . Ele pode ser o cara com quem passará aquele tão sonhado inverno em Paris . Talvez ele volte . Você confia nele? - Sim.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Ontem o sol voltou. Maria Flor permaneceu debaixo do sol com cores multicoloridas em seus braços. Seu coração voltou a se aquecer.  O brilho do sol refletiu em seus olhos ofertando bons votos para um universo harmonioso e cheio de momentos de felizes.
Ainda permaneço atenta aos golpes inesperados que insistem em ficar aqui dentro. Em meu sonho infantil todos os sorrisos são sinceros. Verdadeiros. E tão difícil acreditar em uma sincera atitude adulta. Madura. Mas apesar de tudo acredito na esperança de seres humanos banhados de essência. Virtudes simples e verdadeiras. Gestos e traços de pequenas atitudes.
Entendo que cada ser tem seu modo de ser. Sua própria opinião sobre a verdade. Mas o fato é que quase sempre a própria verdade insiste em machucar o mundo a sua volta. Porque a única verdade não é deste mundo terreno. A verdade é feita de silencio.
Maria flor continua a esperar por sentimentos verdadeiros .

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Bom dia Meus queridos,
Desculpe minha ausência com o blog. Voltei ao Facebook depois de 2 anos. Ando usando mas aquela ferramenta para escrever. Mas não vou deixar de lado meu lindo blogue.
Também estou cheia de trabalhos da faculdade. Quem manda se meter na 2° faculdade nesta altura da vida.Estou fazendo Letras e literatura amando....
Logo volto a escrever prometo.
Abraçossss

terça-feira, 17 de junho de 2014



Não consigo entender onde ando com meus pensamentos. Resolvi escutar meu coração que anda girando dentro de uma roda gigante. O calor percorreu meu corpo e, intensa, borbulhei meu coração!

Fechei meus olhos para não me entregar assim permaneço forte.  Talvez  espere o tempo certo, ou talvez, meu coração viva em um universo multicolorido, com algum enfeite bonito. Alguma hora Maria flor vai semear certamente. O importante é o sinal, certo? Lembro bem dos meus olhos brilhantes, tomando uma leve brisa de esperança como se fosse uma amanhecer bonito.