domingo, 27 de abril de 2014

Ando lendo meu coração de uma forma doce, que me faz rir. Continuo criando um romance, dentro de mim, me esforço para acreditar que ainda existe o sentimento de pequenas coisas, pequenos gestos. Que um pequeno sorriso possa ter algum significado. Maria Flor continua com seu jeito a flor da pele. Brava e intolerante com certas coisas.
Sinto-me dançando conforme a musica. Acho que meu coração esta de novo a alimentar-se de um leve brilho. Os pensamentos tornaram-me leve ao desfrutar de ternura. Parece-me que haverá uma nova historia surgindo dentro de um chão de giz. Na verdade só um pequenino rabisco. Maria Flor continua gostando de algodão doce no fim de tarde, ainda acredita da força radiante de um lindo amanhecer....

segunda-feira, 21 de abril de 2014


Eu acredito na forma doce de um lindo sorriso. Boto fé nos dias doces, pela forma colorida de simples  amanhecer, me faz crer que ainda existe esperança, em dias sinceros, pessoas sinceras.Sinto-me capaz de acreditar. Sinto-me forte, porque acredito do olhar sincero de pequenas criaturas. Tornei-me mais feliz em apreciar abraços verdadeiros. Quis escrever um poema que me lembra-se esperança, mas lembrei que não se pode ter esperança sem fé.