sexta-feira, 29 de maio de 2015

Toquei em minha fase delicadamente, senti o meu rosto quente. Carecia esconder os temores que abalavam meus pensamentos. Continuamente por muitas vezes, meu olhar se entregava  a verdade. Porque ele nunca sabe esconder meus pensamentos. Ele se entrega facilmente aos meus sentimentos. Meus olhos castanhos sempre tentam refletir o que esta escrita aqui dentro em minha alma.
Meu coração é o reflexo dos meus olhos. Quase sempre tento não olhar, para não me entregar facilmente e calar meus medos que aqui habitam.  Mas em contra partida tenho meu sorriso de covinhas, que quase sempre alegraram meu coração.
Adora a forma da alegria em vida.  Ela me encanta. Me trás paz. Quando era pequenina amava palhaços. As crianças morriam de medo. Eu amava a forma alegre das roupas coloridas. As  brincadeiras ingênuas. O humor quase sempre me ilumina. Me trás vida. Adoro almas coloridas. Almas que despertam sorrisos em corações humanam. O mundo brilha. Que os dias sejam, mas coloridos de alegrias com os sorrisos de pequenos atos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário