segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Sou uma moça meio estranha, do tipo nem um pouco politica,acho que desde sempre.Que demostra tudo só no olhar.Por isto continuo sozinha. Fui a menina que acreditava em príncipes encantados de corações valentes, meu único problema é que espanto meus príncipes de mim. Com este meu jeito grosseiro de ser.Ninguém manda ser ogra.Ou sou explosiva demais ou vivo em excesso de exageros. Se bem que de uns tempos para cá, estou em raciocínio logico mesmo. Faz tempo que não sei o que é coração carinhoso
Entreguei minhas escolhas ao destino. Queria tanto ficar onde estou.Meu coração pulsa tanto. Mas não posso simplesmente pedir para vida esperar minhas cicatrizes passarem. Seria muito egoísmo meu. A poesia de cordel me fascina. Meus olhos voltaram a sorrir como nunca mas, no primeiro momento que o vi. Sempre tentei me proteger do brilho desta poesia. Acabei demonstrando meu lado amargo e o  tempo passo, perdi tudo que me restava de alguma chance. 
Sabe foi assim:
A poesia entrou na minha porta. Meu rosto encosto na poesia e meu coração bateu mas forte. Meus lábios foram tocados 2 vezes  na mesma poesia de cordel e meus pés dançaram juntos também. Um lindo pé de serra e até Chico também. E os meus olhos foram de encontro a mesma poesia.Como toda poesia cordel linda é encantadora fez do coração da moça algo bom de guardar. Maria Flor cheia de cicatrizes não deu conta de demostrar tudo que deveria.O tempo correu e a poesia de cordel linda continua a encantar o mundo. E já tem um novo coração batendo.Maria flor guarda dentro do seu coração os versos mas bonitos desta poesia. Que a vida siga para o melhor caminho.Tenho que desejar todo de melhor mesmo com o coração partido em mil. Porque o sorriso desta poesia é o que brilha em mim. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário