terça-feira, 1 de setembro de 2015

Como o relógio anda a vida corre.
É engraçado como tudo que se constrói se desconstrói ao mesmo tempo. O problema é que sentimentos para mim é algo firme durador. Sabe como? As pessoas desistentes de tudo no primeiro obstáculo. Minha avó sempre me disse que coisas grandes se constroem com perseverança,determinação e garra. Sentimentos são tão vazios neste mundo.
 Gosto da forma como a arvore cresce nas matas e as folhas brotam nos galhos. Tudo isto acontece porque existe a paciência compreensão da natureza. Os bichos são tão, mas verdadeiros na forma de amar. Sentimentos humanos sempre são substituídos. A frase  é assim:
 “A não deu certa parte para outra”
. Como se tudo fosse descartável. Ok ninguém é obrigada entender sentimentos. Cada qual sente da forma que entende.
Tenho que aprender ser, mas compreensiva com as pessoas. Mas sinceramente nunca vou conseguir entender o que é esta coisa de partir para outra. Porque nunca foi do tipo que substitui sentimentos da noite por dia. Claro que tem coisas que não estão ao nosso alcance porque depende da vida. Temos que seguir em frente sem cessar. Mas ai disser que os sentimentos vão sumir é estranho para mim. Sempre procurei transformar os sentimentos dentro de mim. Mas jamais substitui-los. Não se deixa de amar. Aprende a entender que nem tudo é o amor que queremos sentir. Claro que sou humana sinto raiva ódio sim. Mas tenho consciência que isto só faz mal para mim. Que o amor que se sente nada tem haver com estes sentimentos vazios e pequenos. O que realmente vejo todo dia são os erros se repetirem na projeção do outro da mesma forma. Ama-se em um minuto e se odeia no outro.

Mas de qualquer forma preciso aprender ser, mas tolerante neste mundo. Gosto de estar aqui é olhar a forma como o dia amanhece. O espetáculo do amanhecer é feito e as pessoas continuam dormindo. O dia nasce. Com a certeza de que tudo que verdadeiramente  é real se construído diariamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário