domingo, 22 de novembro de 2015

Meus olhos são contornados por um lápis, para expressar meus traços.  Meus lábios pintados de vermelho para não ter duvida da minha personalidade.  Pinto todo meu rosto com cores fortes e expressivas. Entre meu corpo sedas coloridas, pulseiras e colares dourados. Danço em nome da alma é do amor. Este é o objetivo da dança Indiana transparecer a essência para os deuses. A  alma deve de  ser grata pelo simples fato de existir. Danço com os pés descalços e sinto a energia. Gosto da energia de minha alma dançando porque sinto meu coração expressando todo meu sentimento. Meus lábios sorrir, e alegria toma conta de mim. Como é bom quando sentimos  a dança transparecer no universo. O mundo fica tão leve. Iemanjá limpa meu coração. E eu danço lá perto do mar.  

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

 A vida descrevem nossas escolhas e definem nossos caminhos. A verdade que  não temos sempre controle de tudo. Nem sempre é a vontade que prevalece. Afinal, nem todo acontece inteiramente como planejamos. Sei que grande parte das minhas ações determinam muitas coisas. Talvez por ser transparente acabo afastando muita coisa de mim. Não consigo fingir. Deixar de ser eu mesma. Continuo com a mesma mania de olhar para o que passou ali no passado. Nem sempre isso me faz bem.  As juras sempre são as mesmas dure o tempo que durar. A lembrança.

Amor terreno tão caloroso e tão perigoso. E possível ter tanta saudades? Substituo, leio, faço textos e poesias e lá fica,  dentro das lembranças.  O passado foi embora e o presente não cumpriu seu papel. O silencio permanece entre tambores florestas e mares..


sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Vou dar início como acho que deve ser. Claro que nem sempre sou a dona do certo ou do errado.  Porque tenho absoluta certeza que não sou. Jamais serei a dona da verdade. Ate porque o mundo e feito de diversidade de opiniões. Só tenho um jeito diferente de ver as coisas, e às vezes pareço arrogante por ter uma opinião das coisas. Simplesmente por entender da minha maneira. Mas juro de coração que respeito cada um. Cada modo de vida vivido e entendido no universo. Só procuro ver o que é melhor para mim. Às vezes parece até egoísmo sabe? Mas tenho que pensar na equação que traga para minha vida alguma resposta digna de mim. De meus príncipes. Do que eu acredito ser a verdade. Não que a minha verdade seja certa. Mas é o que eu acredito. Do que vale um coração vazio?
Viver é ótimo. Estar na terra sentir o mar as folhas a chuva o abraço o beijo. Mas nada disso preenche o coração se não for construído de confiança verdade. O mundo anda tão clichê que é difícil entender certas coisas, confessa. Felicidade virou repertório musical.
Gostava do tempo que a felicidade era a forma do meu sorriso quando meus dias eram cheios de esperança verdade por simplesmente estar viva. 
O mundo tem a necessidade de ser ouvido a todo momento por redes sociais. O amor virou rede social. O amor não precisa estar na rede social ele pode  simplesmente ser sutil, porque quando se ama ele aparece na forma mas simples de se expressar. Em pequenas coisas sabe? Enfim esta é a minha opinião sobre a literatura do amor kkk.

Não se faz  silencio, para ouvir o coração. Não se tira foto de recordação.  É claro que estamos no século da evolução. E natural que tudo seja moderno e a informação chegue logo. O problema e a necessidade de mostrar o que não se é. Mas enfim cada qual entende a sua maneira. Não há problema em dizer o que se senti ou pensa. A única questão é a forma de disser. Gosto de ouvir o que o silencio me diz. Ele me diz coisas tão incríveis. E ao mesmo tempo assustadoras. Será que um dia vou entender? Que declaração de amor se faz em redes sócias. Estatutos de relacionamentos também se faz em rede sociais.
Gosto tanto da poesia dos livros, dos blog. da forma que o autor fala e retrata seus gêneros sem nomes sem endereços é genial. 
Acho que é por isto que gosto tanto de cultura popular porque sua forma de expressar seu sentimento é a mas simples e mas verdadeira que conheço. Pura declaração de amor. Maria Flor adora declarações de amor com olhos da verdade.Cores de vida. é amor sendo pintado dentro dos corações.  É ai que esta a diferença de mostrar o que se sente! Porque o que se senti se fala com a vida. O respeito se constrói da simplicidade de ser você mesmo. Nos seus atos silenciosos. Sem plateia. Esta é a minha melhor forma de viver.  

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

A alma contraía à examinar que o céu  hoje amanheceu  sem o sol  — Meus passos finalizam minhas escolhas — no pequeno meio minha alma anoitecia na areia. A sombra do mar refletia na brisa que estava vestida de lembranças, que pouco o vento mal arrancava meus cabelos. O mar banhe-me das lembras, o som do tambor batucando em meu coração. O amor refletia na água. Talvez porque o amor não tenha nada haver com contos de fada é sim com a forma sutil que ele executa. E sinceramente às vezes não basta amar para ser compreendido, simplesmente porque existem outros fatores para te ligar a outra pessoa. E necessário ser maduro e consciente. Eu sempre soube que o amor sobrevive de verdades de clareza. E às vezes é tão obvio enxergar o que já vai acontecer. Acho que se teve um começo e meio, o final já seria tão obvio. Sabe por que?
Porque tudo para ser compreendido é precisa ser entendido. O amor não é aquele encontro casual que a vida nos dá meu caro! O amor é o que nos faz despertar para uma realidade única. É a forma do universo de aceitarmos que independente do que queremos  ele nos pega.  Nos liga a algo, para aprendermos a compreender o outro.Isto porque amar significa  abrir mão do que se quer. Nem sempre é possível e fácil se abrir mão do que se quer. E preciso fechar os olhos e entender o  que se sente por dentro. Como posso querer alguém que ama se apaixona em mil estantes. Que compreende o amor de forma palpável. Que não senti o que se toca por dentro. Meu caro, o amor não é algo fácil de construir.  Ele não é substituído. 
 Claro que já me apaixonei algumas vezes sim. Faz parte da vida. Mas sempre fui sincera comigo. Sempre enxerguei os fatos, e por, mas que às vezes perca o controle eu sei bem o que sinto.  Não me iludo com meias verdades. Não mas. É obvio a sua inconstância consigo. Seu mundo pertence ao tato o meu as batidas do coração. Acredito no encontro sutil.
 Sabe como se toca em instrumento musical e senti tudo aquilo que vai sair o som?
É com os sentidos. E principalmente com alma. É ai que esta diferença. Se for tocado com o sentidos a musica não poderá ser sentida. Se for tocada com alma a melodia vira magia. E Alma pode realmente ser tocada. Assim é o amor. Algo que surgi  de dentro para fora. E não de fora para dentro.Nunca  enxerguei diferente disso. O que me encanta e a sutileza da simplicidade. Olhar esta na  alma. Porque sei bem que alma se encontra la. Dentro dos olhos.
Este sempre foi o problema de não me aproximar. Seu olhos dizem algo que você próprio não compreende. Vive tanto pregando a alma e só enxerga os seus sentidos. Sempre quis ficar comigo por que sei que sua paixão pertencia ao instante. Já as minhas pertencem  ao brilho de meu coração.
Acho que realmente enxerguei algo ai dentro que nem você enxerga. E isto que me fez quer ficar. 
Seja feliz meu caro. Só por favor não se engane mas..

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Os sons da cidade batem dentro de mim. Alguns me faziam um barulho enorme e outros me deixam confusa. Veículos, prédio, cimento, concreto. Minha alma se perguntava! O que realmente é real em mim? Talvez a sutileza das coisas. Sou muito intensa. Vivo na cidade, mas minha alma mora nas águas de Iemanjá. O sol do mar vive pulsando aqui dentro. Dias feliz. Dias difícil. Ela sabe que as vezes sou dura. Mas também sabe que este coração é grande.É nas ondas do mar que meu coração vive. Meus pés vivem descalços. Ouso o canto da sereia que me guia nesta imensa cidade. Ela sempre me mostra os caminhos verdadeiros que meu coração deve seguir. Às vezes é tão difícil , mas logo sua beleza me ilumina e o brilho azul de suas águas entra no meu coração. Quero a beleza do meu  pescador que brilha como uma linda estrela. Quero morar com ele. Sei que mora no mar. Com minhas saias coloridas quero encantar o seu luar.