quinta-feira, 19 de novembro de 2015

 A vida descrevem nossas escolhas e definem nossos caminhos. A verdade que  não temos sempre controle de tudo. Nem sempre é a vontade que prevalece. Afinal, nem todo acontece inteiramente como planejamos. Sei que grande parte das minhas ações determinam muitas coisas. Talvez por ser transparente acabo afastando muita coisa de mim. Não consigo fingir. Deixar de ser eu mesma. Continuo com a mesma mania de olhar para o que passou ali no passado. Nem sempre isso me faz bem.  As juras sempre são as mesmas dure o tempo que durar. A lembrança.

Amor terreno tão caloroso e tão perigoso. E possível ter tanta saudades? Substituo, leio, faço textos e poesias e lá fica,  dentro das lembranças.  O passado foi embora e o presente não cumpriu seu papel. O silencio permanece entre tambores florestas e mares..


Nenhum comentário:

Postar um comentário