quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

A ela adorava levantar devagar apreciar seu café da manhã, com toda calma do mundo. Seus pensamentos viajavam em qualquer lugar longe desse mundo. Tudo parecia loucura ao seu redor. Ou talvez ela fosse louca. Só achava que o mundo deveria ser diferente.  Mas a verdade e que pouco conhecia desse mundo. Talvez ela ate enxergasse algo real e verdadeiro entre as pessoas a sua volta. Ela sempre sorri para corações verdadeiros. E acreditava em um mundo melhor. Mas antes de viver em um mundo melhor é preciso se olhar. A gente critica critica mas não muda. 
 Estou aprendendo a olhar aqui dentro.  Você esta verdadeiramente fazendo sua parte? E enxergando e aceitando que ninguém é perfeito. E sabe o que eu acho? Mais prevalece aquele que te aceita com todos os seus defeitos do que alguém que análise você em uma variante fajuta de você mesmo. Se respeite, se analise, se ame, cresça, cuide de si para que naturalmente o outro, tenha recíproca verdadeira.


quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

O esquecimento, freqüentemente, é uma graça. Muito mais difícil que lembrar é esquecer! Fala-se de “boa memória”. Não se fala de “bom esquecimento”, como se esquecimento fosse apenas memória fraca. Não é não.
Esquecimento é perdão, o alisamento do passado, igual ao que as ondas do mar fazem com a areia da praia durante a noite.
Rubem Alves