quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Eu anseio em observar detalhes pequenos, de gente que transmite luz. Maria flor vive em um turbilhão de pensamentos e pouco fala, é que quase sempre seus gestos e sua fala não saem. Mas sem falar nada transforma seu silencio, e por si só ele se mostra. Quando escrevo o coração, mas borbulha do que a mente pensa. Abandonei a ideia de por para fora minha fala.
Quem sabe o que se fala não seja o que se sente?

 A vida vai correndo e tudo se encaixa. Tudo tem seu tempo. Os dias vão percorrendo e  transformando o tempo em movimento. O silencio se faz presente em pequenos atos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário