segunda-feira, 8 de maio de 2017

Vamos Da versão de Maria flor já que ultimo texto que me identifiquei não foi escrito   Maria Flor e sim pelo blog aterapiadealice. Por sinal incrível.
Penélope Maria flor é delicada como uma flor e completamente estabanada no jeito de se expressar. Faz força para ser sincera mas muitas vezes guarda suas verdades dentro de si. Prefere deixar que o vento leve suas escolhas porque acredita que a vida escreve uma única história. Ela chega de leve e devagar. Ela primeiro observa, pensa, acredita e quase sempre tem bom humor em descrever sua história. Acredita que semeando e que se planta. Ela sente sua força, mas tem fragilidade na alma. Suas atitudes quase sempre poéticas. Faz tudo em silencio porque acredita que as coisas invisíveis são duráveis. A maioria das vezes, ninguém entende o jeito dela. Ela Resmunga respira fundo ao invés de gritar. Ela pode até perder o domínio de si, mas não perde o bom senso. As vezes o que os outros fazem em atitudes e palavras atingem e machucam, mas ela não rebate na mesma moeda porque acredita inteiramente no bem. Acha que a bondade é o caminho para as pessoas ao seu redor – nem sempre dá certo. A maioria das vezes ela sofre calada… é que ela é assim.  Mas não exagere da sua bondade, ela sabe por limites e não tente ultrapassá-los. No sorriso guarda uma mulher que tem certeza do que quer. Ela tirou do seu vocabulário Talvez e o quem sabe. Ela é intensidade mas para ela é tudo, ou nada. A vida ensinou que nem sempre dá tudo certo, mas sempre acha um caminho para seguir. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário